domingo, 13 de outubro de 2013

sabonete cremoso

O medo te fará recuar de mim:
e recuando, recuando, recuando
do poeta acabarás caindo no abismo.

Mesmo que eu pule e estique o braço,
meus dedos nunca tocarão os cabelos

de uma mulher
assustada.


2 comentários:

  1. Lacaio, o creme de la creme, da poesia...

    ResponderExcluir
  2. Onde está a fonte dessa poesia? Ela jorra. E eu adoro...

    Beijos,

    ResponderExcluir