segunda-feira, 23 de setembro de 2013

portal aberto

E tu que reclamavas do grilo
no canto da casa
cantando

morres de medo,
hoje em dia,
do silêncio.

A paz de espírito
é uma fábula,

mas terás lucidez
no inferno cristalino.


Um comentário:

  1. A paz de espírito parece mesmo ser uma fábula, poeta!

    Beijos,

    ResponderExcluir